sexta-feira, 7 de maio de 2010

Do do do da do do do do do do da do do do do do do

Eu sei que você me amava. Você escreveu isso. Você contou para os seus amigos. Você cantou comigo e soube que a vida é bela. E eu sei que era só por um momento, só por uns instantes. Sei que você sabia que não duraria muito e que você queria que não durasse, assim como eu também queria, porque só assim seria pra sempre. Agora nós podemos contar a nossa história como se ela tivesse sido o melhor romance de nossas vidas. Sem arrependimentos, sem dúvidas. Sem falta, só saudade.

E eu também te amei. 'Você me fez alegre, me fez muito, muito feliz'. Doeu o fim, mas não doi ter terminado. Eu aprendi com você que eu posso ver um pôr-do-sol sozinha, que eu posso ir ao cinema sozinha, que eu posso dançar só. Então, eu aprendi com você que nós não precisamos dar nomes às coisas, que os nomes às vezes atrapalham.

E —  quem diria? — você não foi embora, você não me afastou, você não brigou comigo quando eu briguei com você por você ter ido embora. Você ficou do meu lado até eu aceitar as coisas novas. Você ficou por perto até assimilar que não estaria mais por perto. Você foi ótimo! Nós fomos ótimos! Obrigada por me ensinar mais isso. E pelas histórias, pelas conversas jogadas fora, pelas madrugadas juntos, pelo café da manhã na cama no outro dia, pelos pores-do-sol e pelas canções, o poema, os telefonemas, a doçura, a delicadeza, a companhia, por todos os momentos...

Lembra aquela vez em que nos encontramos na rua algum tempo depois e você cantou pra mim: "This little girl she grew up and moved away and she, she lived her life full of risk and full of play. And she, she lived her life with so much to say. And her flowers they grow more beautiful everyday" porque você sempre lembrava de mim quando a ouvia? Eu nunca esqueci. Minhas flores crescem mais bonitas desde então. Agora sou eu que canto pra você, eu respondo a sua pergunta com outra música: "Chatting on the phone, can't take back those hours, but I won't regret 'cause you can grow flowers from where that used to be. Dancing at discos, eating cheese on toast... Yeah, you make me merry, make me very, very happy, but you obviously, you didn't wanna stick around."

Eu vou continuar sorrindo e cantando "do do do da do do do do do do da do do do do do do" sempre que te ver passar.